A prótese TMJ Concepts é customizada para cada paciente permitindo assim uma excelente adaptação as anatomias discrepantes de perda óssea devido a cirurgias anteriores.
Visando o resultado definitivo cada prótese é submetida a uma inspeção meticulosa durante cada etapa do processo de fabricação.

Os modelos anatômicos são feitos através de dados derivados do exame de Tomografia Computadorizada Helicoidal, no padrão DICOM. A partir daí, é desenvolvida a prótese em cera, no modelo anatômico previamente operado pelo cirurgião.

Para esculpir a prótese com a anatomia encontrada nos modelos anatômicos são utilizados os dados gerados no computador para guiar um sistema de multifresagem e para garantir uma ótima adaptação, as próteses são finalizadas pelo torneamento manual, levando-se em consideração os detalhes anatômicos. As micro rugosidades em sua camada de contato ósseo ajudam/promovem um aumento na osseointegração ajudando no processo de regeneração óssea e na fixação.

A fossa articular, é feita de uma tela de titânio comercialmente puro com uma superfície articular de polietileno, de grau médio, conhecido como polietileno de alto peso molecular. O corpo do componente condilar é feito com uma liga de titânio médico. A cabeça condilar é constituída de uma liga de cromo-cobalto-molibdênio.

A TMJ Concepts possui o melhor tratamento de superfície, acabamento, design, adaptação e melhor fusão entre a malha de titânio e o polietileno, evitando assim a criação de biofilme (infecções) devido a fendas, como já relatado em outros materiais.  

É a prótese 100% customizada mais longeva em atuação no mercado, mais precisa e com mais trabalhos científicos publicados.

Indicações

• Artrite inflamatória (tal como artrite reumatoide) da ATM que não respondeu a outros tratamentos.
• Imobilidade das articulações (anquilose fibrosa e/ou óssea) que não responderam a outros tratamentos.
• Insucessos nas reconstruções da ATM feitas com tecidos do corpo do(a) próprio(a) paciente, tais como osso, músculo ou cartilagem.
• Insucessos na reconstruções da ATM feitas com outros tipos de implantes aloplásticos.
• Falta de composição correta da mandíbula devido à perda óssea (reabsorção), trauma, anomalia de desenvolvimento ou tumores.